Roteiros | Da Vinícola
Glass%20of%20Red%20Wine_edited.jpg

ROTEIROS

SÃO JOAQUIM

Bem-vindo (a) à Serra Catarinense!

Por aqui, nós vamos te atualizar com dicas, novidades e os melhores roteiros para você explorar o que a região tem de melhor a oferecer. Prepare seus casacos e venha desfrutar com a gente.

Uma das principais cidades da região é São Joaquim. Famosa pelo frio e pela neve, as visitas valem a pena em estações com temperaturas mais amenas. Nossa indicação é que você fuja da alta temporada, no auge de Julho, período de férias escolares, e explore a região entre o outono e o inverno. A partir de abril já está aberta a temporada de frio, e quanto mais os termômetros baixarem, mais vontade de se aquecer com um bom tinto da região.

São Joaquim é conhecida como uma das cidades mais frias do Brasil, e de fato é. Até no verão as temperaturas são amenas. É também a capital nacional da maçã. Então se você estiver por lá, além dos vinhos, prove as variedades de maçãs plantadas na região, em especial a Fuji, produto de exportação nacional.

Confira um roteiro sugerido de enoturismo em São Joaquim:

 

Se você está na dúvida do que fazer em São Joaquim, a resposta é clara: degustar vinhos! Esta é a cidade principal da Serra Catarinense para você conhecer as vinícolas e seus vinhos. A maioria das vinícolas do Estado estão concentradas na cidade e arredores, onde se plantam as uvas em território de altitude. 

Villa Francioni

Prepare-se para se surpreender com esta história retratada com muito requinte e sofisticação.

Não tem como vir a São Joaquim e não conhecer a história desta vinícola, é parada obrigatória! 

Fundada em 2004 por um dos pioneiros na produção de vinho na região, Sr. Manoel Dilor Freitas, a VF elevou o nível de produção de vinhos na região.

 

A visitação é de primeira qualidade, com tour interno, onde passamos não só pelo processo de produção mas também pela cave. Para encher ainda mais os olhos dos visitantes, isso tudo vem acompanhado de muita arte e peças decorativas garimpadas no mundo todo.

Visitas disponíveis ao longo de todo o dia, em horários variados.

Reserve antes.

Informações práticas:

Reservas através do site da vinícola

Dica DV:

Ao final da visita, você pode degustar alguns rótulos à parte (paga-se mais por isso). Nossa sugestão é que você experimente o rótulo Dilor, vinho de guarda, preparado em homenagem ao fundador, composto do corte Cabernet Franc, Merlot, Malbec, Cabernet Sauvignon, Syrah e Petit Verdot.

Vinhedos Monte Agudo

A história da família Ferraz é cativante. Fundada em 2004, esta empresa familiar se concentra em mudas francesas plantadas a 1.280m de altitude.

A proposta da visitação é diferente de qualquer outra da região: em mesa compartilhada, ouvindo diferentes relatos e compartilhando opiniões dos vinhos à mesa.

Faça sua reserva antes de ir, e programe-se para a degustação "sunset", ao pôr-do-sol - momento privilegiado no alto do Monte. 

Informações práticas:

Possibilidade de visitas com almoço harmonizado ou degustações guiadas ao pôr-do-sol (sunset).

Reservas podem ser feitas por e-mail para

reservas@monteagudo.com.br

Dica DV:

existem atualmente duas modalidades de degustação no Sunset, a prata e a ouro. Vá de ouro para conhecer a fundo todos os rótulos da casa.

Vinícola Leone di Venezia

Um espaço espetacular, com obras de arte , cores e muito bom gosto. Uma visita rápida que conta a história da vinícola e das castas italianas escolhidas a dedo pelo produtor. Termina com uma degustação harmoniosa.

Informações Práticas: 

reservas e horários por telefone (49) 9 9967-3668

Villaggio Bassetti

Uma visita despretensiosa porém riquíssima em conteúdo sobre a vitivinicultura regional e rótulos da casa. Esta é a proposta da VB, que se autointitula como "um grande laboratório" do vinho na região. Então prepare-se para muito conhecimento técnico na área!

Degustação de rótulos selecionados feita logo na entrada, com grande destaque para o Chardonnay de barrica, o premiado Donna Enny.

Em seguida, uma visita aos parreirais acompanhados do enólogo, especialista na área, é a hora de aprender tudo sobre o terroir e a história da indústria local.

Informações Práticas:

reserve através do telefone (49) 9 9181 8862 

ou e-mail 

atendimento@villaggiobassetti.com.br

Vinícola D'alture

Idealização de dois irmãos bolivianos, a D'alture está aberta para visitas em diversos horários ao longo do dia.

Também dispões de um restaurante com vista espetacular, aberto no almoço e jantar. Vale a pena marcar sua visita no horário do pôr-do-sol para vê-lo cair no vale de araucárias em frente ao restaurante. 

Informações Práticas:

faça sua reserva por telefone (49) 3015 9311

ou e-mail contato@dalture.com

Hospedagem em São Joaquim

Se você for passar um tempo na região, nossa recomendação é se hospedar em Urubici - onde estão as pousadas mais charmosas e imersas na natureza. Porém, como em São Joaquim o auge é a visitação nas vinícolas, vale a pena você se hospedar na cidade pelo menos por uma noite, para não dirigir depois das visitações às vinícolas e degustações. 

Nossa opção é um hotel urbano, que seja central e prático, como o Chalé Alto da Serra ou São Joaquim Park Hotel, que tem excelente custo x benefício.

Comer em São Joaquim
Para o café

 

Aproveite para pousar em uma padaria tradicional para tomar um café típico Serrano com roscas de coalhada e bijajicas - sabores que você só encontrará na Serra Catarinense. 

Para o lanche

 

Para os lanches, passe em um mercado e compre maçãs locais, especialmente as Fujis. São Joaquim é a terra da maçã e suas frutas são renomadas no mundo todo, sendo produto de exportação para mercados extremamente rigorosos no quesito qualidade, como Alemanha e Japão. A Cooperativa Sanjo organiza visitas guiadas para quem quiser conhecer mais sobre o processamento da maçã. Além disso, você pode levar para casa seus sucos de maçã que são excelentes

Para almoço e janta

 

Alguns restaurantes e pratos que você não pode perder em São Joaquim envolvem truta e pinhão. Tente combinar os dois em um prato - você não irá se arrepender. Confira algumas opções gastronômicas da cidade que valem a pena:

Restaurante Pequeno Bosque

 

Bem ao centro da cidade está um dos melhores restaurantes da cidade. Destaque para o risoto com truta, ravioli com ragu e carré de cordeiro. 

Se você for em alta temporada, vale a pena reservar. 

Outra dica bacana é levar seu próprio  vinho, catarinense é claro, e pagar a rolha, caso queira acertar em cheio na harmonização. Caso contrário, não hesite em pedir aos garçons dicas para harmonizar.